quarta-feira, abril 09, 2014

O verdadeiro DETOX


Acho que em segundo lugar naquele ranking das palavras do ano deve ter ficado a palavra "DETOX", porque de um tempo pra cá, é só do que se fala! Suco detox, dieta detox, sopa detox, chá detox, pílulas e cosméticos detox... De repente apareceram milhares de fórmulas e receitas mágicas, que prometem secar, desinchar, eliminar toxinas e reduzir medidas, rejuvenescer, acelerar o metabolismo e por aí vai.
Outro dia eu estava conversando com uma nutricionista e comentei que gostava de tomar um shake da Herbalife pela manhã, que tem os chás que a gente toma antes, e eu gosto de tomar ainda de jejum, para desintoxicar. A nutricionista me perguntou uma coisa que me fez refletir um pouco: " e o que você acha que tem tanto que desintoxicar no seu organismo quando ainda está de jejum?" Sinceramente, não sei.... De onde vem essa sensação de que estamos constantemente contaminados e intoxicados? É fato que a maioria de nós ingere milhares de alimentos artificiais, coisas cheias de sódio e de outras substâncias não tão saudáveis assim... Mas algo me diz que o problema vai um pouco mais além.
Será que adquirir cada dia um produto "milagroso" novo vai realmente adiantar alguma coisa se não fizermos uma mudança muito mais profunda no nosso estilo de vida? Gojiberries, goldberries, cada hora é uma novidade. Também surgiram inúmeras marcas de sucos detox já prontos para satisfazer quem não tem disposição nem tempo para fazer os sucos naturais. Para quem tem dificuldade em beber esses sucos já inventaram as cápsulas.  Tudo vira negócio nesse mundo! E chove gente querendo ganhar dinheiro em cima desse desejo das pessoas de serem magras sem fazer esforço. De todo jeito, não quero nem entrar nesse mérito... se funciona ou não funciona. 
Eu, particularmente, também sinto esse desejo de me desintoxicar, de me limpar por dentro. Especialmente porque cada dia mais eu me encho de tranqueiras, comendo compulsivamente um monte de bobagens. Nessas horas eu sinto que há um desequilíbrio mesmo. Tenho vontade de ir pra um spa, sair um pouco da rotina, fazer uma espécie de retiro, ficar em contato com a natureza, ficar em silêncio. Quando tenho momentos assim eu percebo como esse tipo de detox realmente faz toda diferença. Às vezes a gente se esquece disso, mas nós, seres humanos, também somos parte da natureza. Vivemos em nossas gaiolas e cercados de concreto e fumaça, mas também precisamos de vez em quando relembrar nossas raízes, respirar um ar mais puro, sentir a areia da praia, a brisa do vento, abraçar uma árvore, deitar na grama. Muita gente pensa que não. Mas como isso faz falta! Acho que quanto mais tivermos esse tipo de contato, mais equilibrados ficaremos. E menos intoxicados. 
No quesito alimentação, acho realmente importante a gente procurar comer sempre alimentos de verdade. Menos refrigerantes e comidas totalmente artificiais. Acho que se conseguirmos eliminar - pelo menos da nossa rotina - esse tipo de coisa, já vamos nos sentir mais leves e saudáveis. As atividades físicas também são essenciais. Ou seja, não há fórmula mágica. A receita é a mesma desde sempre. É um pouco difícil mesmo colocar em prática. Mudar hábitos e perder vícios nunca foi fácil. Não vamos nos iludir... 

terça-feira, março 25, 2014

Uma parceria que deu certo: Farm e Adidas


Difícil não ficar com os olhos brilhando ao se deparar com o tropicalismo super fashion e moderno da coleção fruto da parceria entre a Farm e a Adidas. As peças estão ultrafemininas e têm aquele ar super cool, próprio da carioca Farm, que a gente adora. Ainda não vi uma pessoa que não tenha gostado, então, meu único medo é que haja muitas "pazinhas de jarro" por aí. Mas querem saber? Tô nem ligando! Já estou desejando muito pelo menos uma jaquetinha dessa coleção. É alegria em forma de roupa! 



E vocês? O que acharam? 

segunda-feira, março 17, 2014

Tina


Uma dia desses eu assisti ao filme Tina, que tem passado no Telecine Touch, não sei se vocês já viram... O longa é sobre a vida da cantora Tina Turner, mas mesmo quem não conhece a artista ou seu trabalho deverá gostar pois é um ótimo filme. Também está longe de ser um musical cansativo, daqueles com músicas a cada cinco minutos de história.
Tina, cujo nome original em inglês é What's love got to do with it", narra a história de como teve início a carreira da diva Tina Turner e como foi o seu relacionamento no mínimo conflituoso com seu marido e mentor Ike. Não desinteressadamente, ele foi quem levou a jovem Anna Mae (nome de batismo de Tina) a iniciar a sua carreira artística. Reconheceu em sua voz rasgada e potente um grande talento e assim foi moldando a Tina que hoje conhecemos. Mas com a fama e o envolvimento de Ike com as drogas, ele foi se tornando cada vez mais agressivo e o filme conta como foi a luta de Tina para se libertar e finalmente despontar em sua carreira solo, que foi quando ela se tornou uma verdadeira estrela. Uma história sobre o paradoxo da fragilidade e força femininas. Tina teve que lidar com uma situação de abandono quando ainda era apenas uma criança e por isso tinha muita dificuldade em abandonar aqueles que ela amava. Foi preciso passar por um grande sofrimento para entender que não adianta amar sozinho. E o amor verdadeiro não sente inveja, nem agride ou aprisiona. 
Representando Tina está a atriz Angela Basset, que recebeu inclusive indicação ao Oscar por este trabalho e venceu o Globo de Ouro. Fiquei realmente impressionada com a atuação dela. O ator Laurence Fishburne, no papel de Ike, também recebeu indicação ao Oscar e fez uma excelente performance. O filme é de 1993 e foi dirigido por Brian Gibson.

Fonte: wikipedia

domingo, março 16, 2014

Mulheres unidas jamais serão vencidas!


Dia oito de março comemoramos o dia internacional da mulher e nem tive tempo de fazer um post especial! Uma coisa que sempre observo neste dia é que a maioria dos votos de "feliz dia da mulher" e os parabéns que recebo nessa data vem de outras mulheres. Mas é isso mesmo... se nós mesmas não lembrarmos do significado desta data e do quanto merecemos um sonoro PARABÉNS quem mais vai lembrar? Precisamos realmente ser as primeiras a reconhecer o nosso valor. E isso vai muito além de um "feliz dia da mulher". Isso tem que acontecer todos os dias.
Quem nunca ouviu falar ou até mesmo concorda com a afirmação de que as mulheres são uma classe desunida? Que somos competitivas e outras coisas do tipo.... Então, que tal começarmos a provar o contrário?
Acredito que nos tornamos mais fortes à medida em que ao invés de analisarmos umas às outras procurando um defeito, passamos a estimular a autoestima e a reconhecer a verdadeira beleza, que vai muito além dos padrões que nos impõem. Que não sejamos nós as primeiras a avalizar esse tipo de cobrança que causa tanto sofrimento a todas as mulheres.
Também nos fortalecemos quando educamos nossos filhos, meninos e meninas, para construírem uma sociedade menos machista. E quando passamos a respeitar que sucesso e felicidade têm significados únicos para cada indivíduo. Homens e mulheres podem ser mais felizes e bem sucedidos quando escolhem livremente suas atividades profissionais e seu estilo de vida, sem estarem presos a velhos conceitos e limitações. Nós podemos trabalhar naquilo que desejarmos, inclusive em casa, cuidando dos filhos, por que não? Não vamos apenas mudar o foco do preconceito. Vamos tentar afastá-lo definitivamente. Sei que não é uma tarefa fácil, mas é sempre possível abrir um pouco mais a cabeça e ampliar nossa visão das coisas. Precisamos basear nossas relações no diálogo, no respeito, no espírito de colaboração. Precisamos deixar pra trás a competição, a briga para ser o mais forte, para dominar o outro.  Por isso não me considero feminista. Às vezes eu vejo o feminismo como um machismo às avessas. É como o racismo que o negro tem contra o branco . Não acho que é por aí a saída. Qualquer extremismo vira ignorância e estupidez. A saída é sempre o respeito. Vamos nos respeitar e respeitar ao próximo.  Precisamos reconhecer o nosso valor para que ninguém nos desvalorize. Não se trata de ser melhor ou pior. É uma questão de equilíbrio. Talvez ainda estejamos um pouco distantes de alcançar esse ponto ideal, mas já conquistamos tanto. Significa que somos capazes. E unidas, certamente, podemos mais.

terça-feira, março 11, 2014

voltei!!! com resuminho do instagram!

Acabei sumindo de novo, né??? Confesso que o carnaval me deu uma preguiça até de ligar o computador! hahahahaha Aproveitei o feriado pra brincar um pouco, descansar muito, assistir muitos filmes... Terminei a semana passada meio borocoxô, meio melancólica... Mas no fim de semana fui passar um tempo com meus pais, repensei algumas coisas e resolvi fazer algumas mudanças também. Sacudi a poeira e decidi deixar o negativismo de lado, parar de reclamar de besteira e fazer as coisas acontecerem. Afinal, a vida é muito curta pra a gente ficar desperdiçando tempo pensando naquilo que achamos que está errado mas sem fazer nada a respeito.
A vida também é muito curta pra a gente não se amar. Como disse no começo, assisti muitos filmes nesses últimos dias. Um deles foi o "Pronta para Amar", com Kate Hudson. Ela interpreta uma jovem super de bem com a vida, cheia de amigos bacanas, solteira super bem resolvida, que descobre estar com um câncer já em estágio avançado, sem chances de cura. Esse filme me fez pensar uma coisa: já pensou a pessoa descobrir algo assim e se dar conta, então, de que passou a maior parte da vida insatisfeita consigo mesma por conta de coisas bobas como uns quilos a mais? É realmente uma preocupação idiota e pareceria ridículo se não fosse tão triste. 
Bom, essa foi só uma das reflexões que fiz ultimamente... Mas vamos ao resuminho com algumas fotos mais legais desse período no qual andei meio sumida... Espero que gostem! Quem curtir, pode me seguir lá no insta! @carolchiquechique










Folia e preguiça...




Passatempo: desenhando (tentando) as foto legais das revistas... :P 

Também fiquei devendo o post do dia internacional da mulher, né? Mas estou com uma mensagem em mente. Espero atualizar em breve. Beijinhos!

quarta-feira, fevereiro 26, 2014

EU MAIOR

Dia desses eu estava no instagram e vi alguém (não me lembro quem foi) indicando um vídeo sobre autoconhecimento e a busca pela felicidade, chamado EU MAIOR. Trata-se de um documentário brasileiro muito bem feito, com belíssimas imagens e depoimentos muito interessantes de trinta personalidades, entre líderes espirituais, artistas, cientistas, educadores, atletas, que nos trazem reflexões sobre questões essenciais ao ser humano. O filme tem uma hora e meia de duração, então, recomendo assistir com calma, quando vocês tiverem um tempinho. Pra quem, como eu, gosta de filosofar um pouco e acredita na importância do autoconhecimento para uma vida mais plena de significado e feliz.
 

terça-feira, fevereiro 25, 2014

Feriadão chegando....

Ok, é o carnaval que está chegando... Mas nem todo mundo está com esse espírito carnavalesco todo e sei que muita gente vai pular é da areia pra o mar, ou se esbaldar na piscina... Eita, coisa boa, né? A gente mal pode esperar para cair nessa folia mordomia!
E mesmo quem vai encarar a agitação das festas de Momo também pode separar um tempinho para se refrescar e recarregar as energias, não é mesmo? E nada melhor do que fazer isso no maior estilo!
Pra quem está querendo uma opção diferente e fashion, a dica é se jogar nos maiôs! Se você ainda acha que maiô é só pra fazer natação, pra senhorinhas e quem está querendo esconder a barriga,  precisa mudar rapidinho os seus conceitos! Os maiôs estão super em alta e fazendo a cabeça (e o corpitcho) de mulheres descoladas, elegantes e ligadas em moda pelo mundo a fora. 
 



 
 
Modelos mais comportados, mais meigos, com estampas de todos os tipos, com recortes mais ousados... enfim, são inúmeras as opções que as marcas especializadas já estão oferecendo. É só escolher aquele que combina mais com seu estilo, seu tipo de corpo....
 
Um belo maiô preto pode ser uma ótima opção. Minimalista, com algum detalhe que torne a peça mais elegante... Pode ser retrô ou até futurista... A cor sempre favorece e dá aquele ar chique que  a gente adora!
 
 
 
 
 
 
Para quem sempre sai no "bloco" das divas, independentemente de ser carnaval ou não! ;)
 
xoxo...